Hoje em dia parece que há uma necessidade de nos mantermos ocupados durante todo o tempo. Desde a hora que acordamos (atrasados, muitas vezes) até a hora que dormimos, não parece que paramos por um minuto sequer.

Nem é tanto o fato de “ter o que fazer”, mas mais o fato de “arranjarmos o que fazer”.

Se você senta no ônibus ou metrô, você já abre um joguinho no celular. Se você tem um livro, você não para de lê-lo até terminar. Se você está indo de um lugar pro outro, você liga o rádio do carro pra escutar. Se você está trabalhando, dependendo do que for você ainda coloca o MP3 Player pra funcionar. Nós não paramos. Nem por um instante.

E quando vemos, estamos adorando o novo panteão moderno, formado por deuses como a deusa Pressa, a deusa Cultura, o deus Entretenimento, o deus Informação, a deusa Produção, mas o pior de todos eles é o deus Barulho.

É muito barulho para que o Senhor dos Senhores, o verdadeiro Deus Vivo, chegue aos nossos olhos, ouvidos, pensamentos, e quem sabe nossos corações. Estamos tão viciados com a religião do  “iPoliteísmo” que tudo tem que nos ocupar. E se paramos, por um minuto, para respirar, um dos falsos deuses já vem nos acusar de heresia.

Pare!
Respire.
Ouça.
Sinta.
Contemple.

Termino este post com apenas alguns versos da bíblia, para sua meditação:

Busquem o Senhor enquanto se pode achá-lo; clamem por ele enquanto está perto.
– Isaías 55:6

Não adianta trabalhar demais para ganhar o pão, levantando cedo e deitando tarde, pois é Deus quem dá o sustento aos que ele ama, mesmo quando estão dormindo.
– Salmos 127:2

Para tudo há uma ocasião, e um tempo para cada propósito debaixo do céu:
tempo de nascer e tempo de morrer, tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou,
tempo de matar e tempo de curar, tempo de derrubar e tempo de construir,
tempo de chorar e tempo de rir, tempo de prantear e tempo de dançar,
tempo de espalhar pedras e tempo de ajuntá-las, tempo de abraçar e tempo de se conter,
tempo de procurar e tempo de desistir, tempo de guardar e tempo de lançar fora,
tempo de rasgar e tempo de costurar, tempo de calar e tempo de falar,
tempo de amar e tempo de odiar, tempo de lutar e tempo de viver em paz.
– Eclesiastes 3:1-9

“Onde é o lugar que eu passo a maior parte do meu tempo orando?”

Me peguei perguntando a mim mesmo esta questão, e tive a dura constatação: O lugar que mais oro é na igreja.

Não existe momento algum que eu lembre que Cristo fale que devemos orar apenas nas igrejas ou sinagogas. Ao contrário, ele deixa bem claro onde devemos orar:

“Tu, porém, quando orares, entra no teu quarto e, fechada a porta, orarás a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará. (Mateus 6:6)

Pelo que Cristo fala, tudo dá a entender bem claramente que é errado orarmos mais na igreja do que em nosso quarto, em nossas casas, em nossa solidão. Será que não parece que só oramos quando alguém vem a orar conosco? Será que não estamos perdendo a chance de ficarmos a sós com Deus? Talvez, não deveríamos jejuar um pouco da “presença” de outros para termos completo contato com Deus? Ou que tal se “jejuássemos” de nós mesmos, de nossos entretenimentos, vontades e egoísmos, para que pudéssemos ir em direção à proximidade de nosso Criador?

É importante orar com os irmãos. Mas tão mais importante é sermos próximos de Deus! E pense: Deus não só “ouve” o que você ora, mas ele te “VÊ” no secreto, como disse Cristo. Ele faz mais do que nos ouvir quando oramos à sos com Ele!!!

Confesso que só estou escrevendo isso pois reconheço que tenho falhado nisso. Se preferir, no nosso “crentiquês” posso dizer que tenho pecado. E isso me entristece. Peço perdão à Deus e aos irmãos por isso.

Tem misericórdia de mim, Senhor Jesus.

Assim, espero que você não faça o que eu tenho feito errado. Eu não quero mais errar nisso também. Espero que você também queria fazer com o seu tempo aquilo que Jesus nos ensinou. Ele é nosso Mestre.

Amém.

Hello world!

Publicado: junho 10, 2010 em História do Blog

Tem tempos que eu queria montar um novo blog, sobre algum assunto pertinente. Bem, finalmente pensei algo que poderia me render boas horas na tela do computador, e bons assuntos para meus amigos e leitores discutirem comigo.

Assim, nasce ChRony’s, um blog sobre administração de tempo segundo a Bíblia.

Nos próximos posts eu explico a idéia principal, o foco deste trabalho, e como eu pensei em escrever sobre este assunto.

Abraço forte aos amigos (que geralmente são os primeiros a chegar aqui e ler o que escrevo) e aos leitores que resolveram dar uma passada neste primeiro post para saber como que começou esta jornada.

Até mais! E que Deus abençoe nosso uso do tempo.